quinta-feira, 21 de maio de 2015

Representantes da FETARN participam de reunião sobre a Conferência de Políticas para as Mulheres e composição do Conselho Estadual

A diretora da Secretaria de Mulheres da Federação dos Trabalhadores na Agricultura do Estado do Rio Grande do Norte - FETARN, Antônia Dantas (Toinha), acompanhada pela assessora, Silvana Patrícia, participou na manhã desta quinta-feira (21) da I Reunião para debater a Conferência de Políticas para as Mulheres e a Composição do Conselho Estadual da Mulher.
A reunião realizada na sede da Secretaria de Politicas Públicas para as Mulheres do RN, no Tirol, contou com a participação de toda a equipe da SPM e representantes de diversas organizações de movimentos sociais, secretarias municipais de mulheres e movimento estudantil.
Na ocasião foram discutidos os encaminhamentos para a realização das Conferência no âmbito estadual, municipal e nos territórios.



quarta-feira, 20 de maio de 2015

Governo do Estado se compromete a atender reivindicações do Grito da Terra

Durante toda a manhã e início da tarde desta quarta-feira (20), mais de 1.500 agricultores e trabalhadores rurais de nove polos sindicais coordenados pela Federação dos Trabalhadores na Agricultura do Estado do Rio Grande do Norte – FETARN, participaram da 17ª edição do Grito da Terra RN, realizada no Centro Administrativo de Natal.

Por volta de 12h, o governador Robinson Faria, acompanhado de secretários e assessores, compareceu a mobilização para dar respostas as reivindicações das mulheres e homens do campo.  Além de entregar um documento formalizando o compromisso de atender os principais pontos da pauta do Grito da Terra, ele afirmou em seu discurso que o governo estadual está de portas abertas aos movimentos sociais e sindicatos.

“Recebemos com todo carinho e atenção a pauta do Grito da Terra. Estou entregando um documento a FETARN formalizando o nosso compromisso com o meio rural. Entre as boas notícias que já posso divulgar agora está a retomada das obras na Estrada da Produção. Acredito que até o final do ano, o primeiro trecho, que liga São Tomé a Cerro Corá, deverá estar concluído”, afirmou.
Robinson Faria também assumiu o compromisso da contrapartida do Garantia Safra, a ativação do Comitê de Convivência com a Seca, além de um planejamento hídrico para as próximas décadas e não somente a realização de ações emergenciais. Por fim, o governador garantiu seis ônibus para a delegação de mulheres que irá participar da Marcha das Margaridas, em Brasília.

O presidente da FETARN, Manoel Cândido da Costa avaliou de forma positiva o evento. “Entregamos a pauta do Grito da Terra ao governador Robinson Faria no dia 10 de abril, durante uma reunião no auditório da Governadoria. Desde então participamos de diversas reuniões com as secretarias do Estado, INCRA, INSS e EMATER para debater as reivindicações do meio rural. Hoje recebemos um documento com respostas concretas. A ideia é dar continuidade a esse debate, analisar as respostas com a diretoria e assessores da Federação, bem como com os polos sindicais para dessa forma podermos acompanhar e cobrar a realização das ações”, disse.     
   
Sobre a pauta
Entre as principais reivindicações do meio rural estão ações emergenciais como a reativação do Comitê Estadual de Acompanhamento Permanente das Ações de Convivência com o semiárido; abastecimento de água para municípios em estado de emergência, implementação do fundo de convivência com o semiárido, construção de 8 mil cisternas de placas e 6 mil do tipo calçadão, perfuração, instalação ou recuperação de 300 poços tubulares e atendimento de 75 mil cotas do Programa Garantia Safra.

O documento solicita ainda a garantia da conclusão e do funcionamento da Central de Comercialização de Produtos da Agricultura Familiar, recuperação de estradas imprescindíveis para o escoamento da produção, isenção fiscal de ICMS para insumos agrícolas e ração animal para os pequenos agricultores, reestruturação da assistência técnica e contratação por meio de concursos públicos de novos profissionais, regularização fundiária de 13 municípios das regiões do Mato Grande e Alto Oeste, ratificação dos títulos de propriedades da Serra de Santana, além de ações relacionadas à habitação rural, jovens e mulheres, segurança, recuperação e construção de escolas no campo, creches e centros de inclusão digital.    












terça-feira, 19 de maio de 2015

Amanhã: Dois mil agricultores são esperados na 17ª edição do Grito da Terra

Uma grande mobilização está sendo realizada nos nove polos sindicais pela Federação dos Trabalhadores na Agricultura do Estado do Rio Grande do Norte – FETARN para a 17ª edição do Grito da Terra RN que será realizada nesta quarta-feira, 20 de maio, no Centro Administrativo de Natal. A expectativa da entidade é contar com a participação de aproximadamente 2 mil agricultores e agricultoras familiares, trabalhadores e trabalhadoras rurais.
  A pauta de reivindicações do meio rural foi entregue ao governador Robinson Faria, ao Secretário de Reforma Agrária e Assuntos Fundiários, Raimundo Costa, ao Secretário Adjunto de Esporte e Lazer, Canindé de França, ao Secretário de Meio Ambiente e Recursos Hídricos, José Mairton e a Secretária da Juventude, Maria Divaneide Basílio, no último dia 10 de abril, durante uma audiência no auditório da Governadoria.
Nas três últimas semanas, membros da diretoria e assessores da FETARN estiveram reunidos com as principais secretarias do Estado, além de órgãos ligados ao meio rural como INCRA, INSS e EMATER, para debater os pontos da pauta.
Entre as principais reivindicações do meio rural estão ações emergenciais como a reativação do Comitê Estadual de Acompanhamento Permanente das Ações de Convivência com o semiárido; abastecimento de água para municípios em estado de emergência, implementação do fundo de convivência com o semiárido, construção de 8 mil cisternas de placas e 6 mil do tipo calçadão, perfuração, instalação ou recuperação de 300 poços tubulares e atendimento de 75 mil cotas do Programa Garantia Safra.
O documento solicita ainda a garantia da conclusão e do funcionamento da Central de Comercialização de Produtos da Agricultura Familiar, recuperação de estradas imprescindíveis para o escoamento da produção, isenção fiscal de ICMS para insumos agrícolas e ração animal para os pequenos agricultores, reestruturação da assistência técnica e contratação por meio de concursos públicos de novos profissionais, regularização fundiária de 13 municípios das regiões do Mato Grande e Alto Oeste, ratificação dos títulos de propriedades da Serra de Santana, além de ações relacionadas à habitação rural, jovens e mulheres, segurança, recuperação e construção de escolas no campo, creches e centros de inclusão digital.    
O Governador Robinson Faria se comprometeu a comparecer ao evento no final da manhã com respostas concretas para as principais reivindicações da categoria.


Sindicato de Acari realiza oficina municipal da ENFOC

Aconteceu no domingo (17) e na segunda (18), o primeiro módulo do curso municipal da ENFOC no município de Acari. Com a participação de representantes dos grupos de estudos sindicais das mais diversas comunidades, o evento teve como objetivo o fortalecimento da formação de base para garantir a continuidade da luta sindical. 

Estiveram presentes, educadores dos municípios de Caicó, São João do Sabugi e Parelhas, além do diretor da EMATER de Caicó, Emanuel Medeiros, do coordenador do Polo Sindical do Seridó, Mario Luiz, do Secretário de Formação da Fetarn, Francisco de Assis e da assessora da entidade, Darione David.

A oficina contou com a colaboração da rede de educadores do Seridó no que se refere a entidade coletiva e individual. "Fazer formação é dar oportunidade ao surgimento de novas lideranças sindicais", afirmou, Maria da Guia Araujo, presidente do sindicato de trabalhadores e trabalhadoras rurais de Acari.



sábado, 16 de maio de 2015

Audiência da Fetarn com Secretaria de Segurança tem avaliação positiva

Durante a tarde e início de noite de ontem (15), o presidente da Fetarn, Manoel Cândido da Costa, acompanhado pelo Secretario Geral da entidade, Francisco de Assis e pelo assessor da presidência, Gilberto Silva estiveram reunidos para negociar pleitos da pauta do Grito da Terra com a Secretaria Estadual de Segurança Pública do Estado. 

Participaram da reunião, a Secretária Estadual, Kalina Leite, o Comandante Geral da Polícia Militar,  Coronel Ângelo Azevedo, o Delegado Geral da Polícia Civil, Adson Kepler, o Comandante de Policiamento do Interior, Coronel Túlio César e o Diretor Geral do ITEP, Odair de Souza.

Na oportunidade foram abordados pontos cruciais para a segurança no meio rural do nosso estado, como  a institucionalização de policiamento específico para o meio rural, tendo em vista combater as drogas nas comunidades rurais e os frequentes roubos de animais, assaltos a mão armada nas residências dos aposentados rurais, estupros e latrocínios.

Outros pontos discutidos oram a estruturação das unidades do ITEP nos Territórios do Alto Oeste e Seridó (preferencialmente no município de Pau dos Ferros e Caicó) e ainda a implantação de uma Delegacia Especializada em cada território do Estado para o atendimento as mulheres em situação de violência.

"Foi uma boa audiência e acreditamos que vários encaminhamentos serão apresentados no próximo dia 20 de maio durante a mobilização do Grito da terra RN, no Centro Administrativo", afirmou Manoel Cândido.


quinta-feira, 14 de maio de 2015

Cerca de 2 mil agricultores são esperados na 17ª edição do Grito da Terra RN

Uma grande mobilização está sendo realizada nos nove polos sindicais pela Federação dos Trabalhadores na Agricultura do Estado do Rio Grande do Norte – FETARN para a 17ª edição do Grito da Terra RN que será realizado no dia 20 de maio, no Centro Administrativo de Natal. A expectativa da entidade é contar com a participação de aproximadamente 2 mil agricultores e agricultoras familiares, trabalhadores e trabalhadoras rurais.
  A pauta de reivindicações do meio rural foi entregue ao governador Robinson Faria, ao Secretário de Reforma Agrária e Assuntos Fundiários, Raimundo Costa, ao Secretário Adjunto de Esporte e Lazer, Canindé de França, ao Secretário de Meio Ambiente e Recursos Hídricos, José Mairton e a Secretária da Juventude, Maria Divaneide Basílio, no dia 10 de abril, durante uma audiência no auditório da Governadoria.
Nas últimas semanas, membros da diretoria e assessores da Fetarn estiveram reunidos com as principais secretarias do Estado, além de órgãos ligados ao meio rural como INCRA, INSS e EMATER, para debater os pleitos da pauta.
 “O Grito da Terra é um evento que ocorre nacionalmente e em todos os estados brasileiros. A pauta reúne importantes reivindicações do meio rural com demandas hídricas, de educação, saúde, segurança, entre outros aspectos centrados na agricultura familiar. É de fundamental importância estimular esse debate com o poder público”, afirmou o Secretário de Reforma Agrária e Assuntos Fundiários, Raimundo Costa.
Entre os principais pontos da pauta estão ações emergenciais como a reativação do Comitê Estadual de Acompanhamento Permanente das Ações de Convivência com o semiárido; abastecimento de água para municípios em estado de emergência, implementação do fundo de convivência com o semiárido, construção de 8 mil cisternas de placas e 6 mil do tipo calçadão, perfuração, instalação ou recuperação de 300 poços tubulares e atendimento de 75 mil cotas do Programa Garantia Safra.
O documento solicita ainda a garantia da conclusão e do funcionamento da Central de Comercialização de Produtos da Agricultura Familiar, recuperação de estradas imprescindíveis para o escoamento da produção, isenção fiscal de ICMS para insumos agrícolas e ração animal para os pequenos agricultores, reestruturação da assistência técnica e contratação por meio de concursos públicos de novos profissionais, regularização fundiária de 13 municípios das regiões do Mato Grande e Alto Oeste, ratificação dos títulos de propriedades da Serra de Santana, além de ações relacionadas à habitação rural, jovens e mulheres, segurança, recuperação e construção de escolas no campo, creches e centros de inclusão digital.    
O Governador Robinson Faria se comprometeu a comparecer às 11h, no dia 20 de maio a mobilização do 17º Grito da Terra Rio Grande do Norte com respostas as reivindicações. “Muitas das solicitações da pauta já estão em andamento. Infelizmente os recursos são escassos e recebemos uma herança difícil do governo anterior, mas reafirmo o compromisso do nosso governo com o meio rural”, concluiu.       




segunda-feira, 11 de maio de 2015

Câmara Técnica aprova projetos que serão financiados pelo Programa Nacional de Crédito Fundiário

Na manhã e parte da tarde dessa segunda-feira (11), representantes da Federação dos Trabalhadores na Agricultura do Estado do Rio Grande do Norte - FETARN participaram da primeira reunião da Câmara Setorial de Acesso à Terra de 2015, na Secretaria de Estado de Assuntos Fundiários e Apoio à Reforma Agrária (Seara) para discussão e aprovação de projetos que serão financiados pelo Programa Nacional de Crédito Fundiário (PNCF).
Na ocasião, foram aprovados dez projetos, sendo oito da linha de Combate à Pobreza Rural e dois da linha  de Consolidação da Agricultura Familiar, beneficiando 32 famílias de associações rurais dos municípios de São Rafael, Angicos, Antônio Martins, Ouro Branco, Serra Negra do Norte, Jardim do Seridó, Jucurutu, Marcelino Vieira e Patu.
A linha de Combate à Pobreza Rural atende as famílias rurais mais necessitadas e de menor renda. Os recursos podem ser usados para a aquisição de terra e em projetos de infraestrutura comunitários. Já a linha de Consolidação da Agricultura Familiar atende de forma individual agricultores que já estão na terra ou ainda os que possuem minifúndios e querem aumentar sua área. Os recursos podem ser utilizados para aquisição de terra e para investimentos básicos destinados à estruturação produtiva.
O PNCF é uma política pública do Governo Federal, criada pelo Ministério do Desenvolvimento Agrário/Secretaria de Reordenamento Agrário (MDA/SRA), que permite aos trabalhadores rurais, sem terra ou com pequenas propriedades, adquirir imóveis rurais para produzir produtos da agricultura familiar.
 Projetos aprovados:  
CÓDIGO
IMÓVEIS
FAM
MUNICÍPIO
ÁREA (ha)
2014-RN-A0448
Cavalo Bravo
07
São Rafael
345,13
2014-RN-A0450
Menino Jesus
03
Angicos
76,00
2014-RN-A0526
Sitio Maniçoba
02
Martins
26,00
2013-RN-A0412
Esguicho Aroeira
03
Ouro Branco
30,80
2013-RN-A0323
Sitio Carnaubinha
01
Ouro Branco
12,33
2014-RN-A0440
Sitio Pocinhos
02
Serra Negra do Norte
74,90
2014-RN-A0553
Sitio Retiro
06
Jardim do Seridó
199,50
2014-RN-A0545
Sitio São Joaquim
05
Jucurutu
373,00
2014-RN-A0529
Sitio São José
01
Marcelino Vieira
26,40
2014-RN-A0534
Cajueiro
02
Patu
44,30


Grupo de Estudo Sindical em ação


Na última quinta-feira, 7 de maio, ás 19h30, foi realizada na comunidade Barra, a cerca de 28 quilômetros do município de Parelhas, mais uma oficina do Grupo de Estudo Sindical (GES). O evento contou com a participação do Secretário Geral da Federação dos Trabalhadores na Agricultura – FETARN, Francisco de Assis.
A comunidade vem se destacando na atenção dada a formação de base, por meio de um grupo formado por associados e associadas do Sindicato de Trabalhadores Rurais de Parelhas.

“Começamos com um grupo pequeno e com o passar do tempo, foram chegando novos participantes. Hoje é grande o interesse de crianças e jovens da comunidade. Ver eles nesse espaço é para nós, que fazemos parte do sindicato, motivo de muito orgulho. O sentimento é de que estamos no caminho certo. Enxergo aqui futuros líderes comunitários e sindicais, afirmou Venâncio de Souza, presidente do sindicato, no encerramento do evento.

sexta-feira, 8 de maio de 2015

Fetarn dá continuidade as negociações da pauta do Grito da Terra

Na última quarta-feira (6), a Federação dos Trabalhadores na Agricultura do Estado do Rio Grande do Norte - FETARN, foi recebida por representantes do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) para dialogar sobre as reivindicações da pauta do Grito da Terra.

Tento em vista a importância dos pontos a serem negociados, da agilidade na análise de registro sindical e das alterações estatutárias, a Federação solicitou ao governo, o aumento das equipes de análise por meio de concurso público, além de debater questões pertinentes aos trabalhadores rurais assalariados, fiscalização em campo e contribuições sindicais.

Estiveram presentes na reunião, o presidente da FETARN,  Manoel Cândido da Costa, o Secretário Geral, Francisco de Assis e os assessores Darione David e Joseraldo do Vale.

No dia anterior, na terça-feira (5), a entidade esteve reunida no auditório da Secretaria de Estado da Agricultura, da Pecuária e da Pesca com representantes da SEARA, SAPE e EMATER para debater os pontos da pauta do Grito da Terra Rio Grande do Norte.

  

terça-feira, 5 de maio de 2015

Fetarn participa de Encontro Regional sobre Reforma Agrária e Crédito Fundiário no Ceará

A Federação dos Trabalhadores na Agricultura do Estado do Rio Grande do Norte -FETARN está participando desde ontem (4), através do Diretor de Agrária, José Ferreira, e do assessor técnico Obdon Fernandes, do Encontro Regional Nordeste – Reforma Agrária e Crédito Fundiário, realizado no Hotel Romanos no município de Messejana, no Ceará.
O evento que termina no final da tarde de hoje (5) é promovido pela Contag, como parte das estratégias previstas no convênio firmado com o MDA. O encontro reúne cerca de 200 participantes entre presidentes, diretores de agrária e lideranças sindicais das nove federações dos estados do Nordeste, agentes financeiros (entre eles o Banco do Nordeste), além de representantes das Unidades Técnicas Estaduais e agricultores beneficiados pelo Programa Nacional de Crédito Fundiário.
Um dos principais temas em discussão é a ampliação do acesso pelos agricultores familiares à linha Combate à Pobreza Rural (CPR) do PNCF, importante instrumento de aquisição de terra para os trabalhadores rurais nordestinos, inscritos no CadÚnico. Além de possibilitar o acesso à terra, a linha prevê recursos, não reembolsáveis, para infraestrutura básica (água, luz, cercas) e produtiva (compra de sementes, insumos, animais).
No final da tarde de ontem foram apresentadas experiências bem sucedidas de atividades desenvolvidas pelos agricultores e agricultoras  nos imóveis adquiridos pelo Programa no Nordeste. O Rio Grande do Norte foi representado pela beneficiária Maria da Conceição Ferreira de Melo da Associação da Agricultura Familiar de Caenga no município de Grossos que apresentou um projeto de complementação de renda familiar calcado no artesanato de biscuit.
 
PNCF
 
O Programa Nacional de Crédito Fundiário oferece condições para que os trabalhadores rurais sem terra ou com uma pequena área para plantio possam comprar imóveis rurais por meio de financiamento. O recurso também é usado para investimentos em infraestrutura e acesso a assistência técnica e extensão rural.
Os interessados que atendam às prerrogativas do Crédito Fundiário podem buscar orientações junto a Federação dos Trabalhadores na Agricultura do Estado do Rio Grande do Norte - Fetarn ou no Sindicato dos Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais do seu município.
 



 

quarta-feira, 29 de abril de 2015

FETARN entrega pauta do Grito da Terra ao Governo do Estado

Na manhã de hoje (10), o presidente da Federação dos Trabalhadores na Agricultura do Estado do Rio Grande do Norte – FETARN, Manoel Cândido da Costa realizou a entrega oficial da pauta do Grito da Terra 2015 para o governador Robinson de Faria, no auditório da Governadoria, no Centro Administrativo.
O evento contou com a participação do Secretário de Reforma Agrária e Assuntos Fundiários, Raimundo Costa, do Secretário Adjunto de Esporte e Lazer, Canindé de França, do Secretário de Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos, José Mairton e da Secretária da Juventude, Maria Divaneide Basílio, além de diretores e assessores da FETARN e representantes de nove pólos sindicais do Estado.
Na oportunidade, o assessor da presidência da FETARN, Gilberto Silva, apresentou aos presentes os principais pontos da pauta da 17ª edição do Grito da Terra Rio Grande do Norte que será realizado no próximo dia 20 de maio com a participação de aproximadamente 2 mil agricultores e agricultoras familiares, trabalhadores e trabalhadoras rurais, no Centro Administrativo.
“A entrega antecipada da pauta é uma forma do governador, juntamente com as secretarias envolvidas analisar as principais demandas do meio rural para dar respostas as necessidades dos homens e mulheres do campo”, afirmou o presidente da FETARN, Manoel Cândido da Costa.
O Secretário de Reforma Agrária e Assuntos Fundiários, Raimundo Costa, reforçou a importância do evento e das reivindicações contidas no documento entregue ao governador. “O Grito da Terra é um evento que ocorre nacionalmente e em todos os estados brasileiros. A pauta reúne importantes reivindicações do meio rural com demandas hídricas, de educação, saúde, segurança, desenvolvimento rural, entre outros aspectos, centrados na agricultura familiar”, disse.
Entre os principais pontos da pauta estão ações emergenciais como a reativação do Comitê Estadual de Acompanhamento Permanente das Ações de Convivência com o semiárido; abastecimento de água para municípios em estado de emergência, implementação do fundo de convivência com o semiárido, construção de 8 mil cisternas de placas e 6 mil do tipo calçadão, perfuração, instalação ou recuperação de 300 poços tubulares e atendimento de 75 mil cotas do Programa Garantia Safra.
O documento solicita ainda a garantia da conclusão e do funcionamento da Central de Comercialização de Produtos da Agricultura Familiar, recuperação de estradas imprescindíveis para o escoamento da produção, isenção fiscal de ICMS para insumos agrícolas e ração animal para os pequenos agricultores, reestruturação da assistência técnica e contratação por meio de concursos públicos de novos profissionais, regularização fundiária de 13 municípios das regiões do Mato Grande e Alto Oeste, ratificação dos títulos de propriedades da Serra de Santana, além de ações relacionadas à habitação rural, jovens e mulheres, segurança, recuperação e construção de escolas no campo, creches e centros de inclusão digital.    

O Governador Robinson de Faria se comprometeu a comparecer às 11h, no dia 20 de maio a mobilização do 17º Grito da Terra Rio Grande do Norte com respostas as reinvindicações. “Hoje estou recebendo as proposições e assumo o compromisso de respondê-las no dia 20. Muitas das solicitações da pauta já estão em andamento. Infelizmente os recursos são escassos e recebemos uma herança difícil do governo anterior, mas reafirmo o compromisso do meu governo com o meio rural”, concluiu.    


   

terça-feira, 28 de abril de 2015

Festival da Juventude Rural colhe os primeiros frutos


 
O 3º Festival Nacional da Juventude Rural que teve início na noite de ontem (27) e segue até a quinta-feira (30) reuniu mais de 5 mil jovens trabalhadores e trabalhadoras rurais de todo o Brasil e de 10 países da América Latina, no Parque da Cidade, em Brasília. 

“Esse é nosso país, essa é a nossa bandeira! É por amor a essa pátria, Brasil, que a gente segue em fileira!” Foi entoando as músicas que empolgam o movimento sindical que a juventude rural encerrou a cerimônia de abertura oficial do 3º Festival da Juventude Rural. Marcada por muitas saudações e por uma emocionante homenagem a Manoel dos Santos, ex-presidente da CONTAG que faleceu no último dia 19 de abril, a cerimônia deu o tom do festival: mobilização política crítica e atenta do movimento sindical.  

O cansaço das viagens não tirou a concentração dos jovens nem impediu a vibração durante a cerimônia. Os cinco mil jovens que já chegaram a Brasília vindos de todos os estados brasileiros ouviram atentos aos pronunciamentos do presidente da CONTAG, Alberto Broch, da secretária de Jovens da CONTAG, Mazé Morais e também do ministro do Desenvolvimento Agrário, Patrus Ananias.  

Governo assume compromisso com a juventude
O Ministro do Desenvolvimento Agrária, Patrus Ananias, levou na abertura oficial do 3º Festival da Juventude Rural, respostas à Carta Proposta da Juventude Rural Brasileira e da América Latina.

Entre as respostas demandadas pelos jovens do campo, da Floresta e das Águas apresentadas pelo Ministro está o lançamento do edital da Juventude Rural que estabelece a parceria entre MDA, BNDES e Fundação do Banco do Brasil. O edital tem como  finalidade destinar 5 milhões  do fundo social para projetos de cooperativas e associações de jovens voltados para produção, beneficiamento ou comercialização de produtos agrícolas e não agrícolas; prestação de serviços e turismo Rural. Com a  atenção para valorização das questões de gênero e ao fortalecimento de práticas sustentáveis  e promoção da agroecologia e agrobiodiversidade, o edital permite a compra de bens tangíveis necessários à implantação e a execução dos projetos.

Patrus Ananias ainda assinou a segunda chamada de ATER voltadas especificamente para juventude rural que deve atender a toda demanda mapeada e qualificada pela CONTAG e vários movimentos sociais, que soma 102 milhões. São cerca de 22.800 jovens, distribuídos em 23 estados, com foco na agroecologia. A chamada trabalha a extensão rural visando a promoção da autonomia e da emancipação dos/as jovens agricultores/as rurais, a organização produtiva, o acesso ás políticas públicas e o estímulo à sucessão rural. 

Em nome do Governo Federal o Ministro também prometeu a juventude rural que até o final do governo da presidenta Dilma Rousseff, todos e todas que vivem debaixo da lona, aproximadamente 200 mil trabalhadores/as rurais serão assentados/as. Que a Reforma Agrária ampla e massiva, pilar do Projeto Alternativo de Desenvolvimento Rural Sustentável e Solidário (PADRSS) e defendida em todas as ações estratégicas do MSTTR, reivindicação também presente na pauta do 3º Festival da Juventude Rural, deve ser consolidada ainda com o atual governo.  

“Foi importante a presença do governo, pois em festivais anteriores nunca o governo federal se fez presente para apresentar resposta ás nossas reivindicações. O anúncio feito pelo Ministro Patrus Ananias é recebido de forma positiva pela CONTAG e pelas federações, pois tanto o edital que destina 5 milhões do fundo social para projetos de cooperativas e associações de jovens voltados para produção, assim como o anúncio da segunda chamada de ATER e consolidação da Reforma Agrária, são sonhos se concretizando para o/a jovem do meio rural. Mesmo com tais conquistas, refletimos que precisamos muito mais para conquistar o campo, floresta e águas que precisamos para garantir autonomia e dignidade para juventude rural”, afirmou Mazé Morais, secretária de Juventude Rural da CONTAG.    

Delegação do RN

Uma delegação formada por representantes dos nove polos sindicais ligados a Federação dos Trabalhadores na Agricultura do Rio Grande do Norte – Fetarn e coordenada pela Secretario de Juventude, Erivam do Carmo, chegou na manhã de ontem (27) em Brasília para participar do evento. São cerca de 40 jovens trabalhadores e trabalhadoras rurais do nosso Estado.